Encontro via web reúne produtores que têm aviões agrícolas no RS, SC e PR

Videoconferência ocorre na tarde desta quarta (23) e faz parte do projeto Ibravag na Estrada, com foco em legislação e documentação   

Produtores rurais ou cooperativas que têm seus próprios aviões agrícolas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná são o foco da videoconferência marcada para a tarde desta quarta-feira (23), dentro do projeto Ibravag na Estrada. O encontro virtual será das 14 às 16 horas e a iniciativa é do Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag) e do Instituto Brasileiro da Aviação Agrícola (Ibravag). A programação vai abranger um panorama do setor na região Sul e no País, além de apresentações sobre as obrigações legais e atualizações sobre a legislação que incide sobre o setor. Inclusive o projeto para regularização do uso de drones no trato de lavouras.

A promoção desta quarta tem o apoio da Associação dos Arrozeiros de Alegrete e do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg). O bate-papo terá ainda os assessores jurídico e de documentação do Sindag dando uma mostra do Sistema Nacional de Documentação da Aviação Agrícola (Sisvag), criado pelo Sindag. O Sisvag é uma plataforma onde os operadores podem consultar todas as exigências legais e de documentação, de todos os órgãos federais ou estaduais, para operar em qualquer Estado.

AMPLIAÇÃO

“Há anos mantemos um trabalho intenso para levar informações e qualificar as empresas de aviação agrícola dentro dos princípios de boas práticas para eficiência e segurança, tanto operacional quanto ambiental. Com o processo de melhoria contínua consolidado entre as empresas de aviação agrícola, agora queremos alcançar também os chamados operadores privados”, explica o presidente do Sindag, Thiago Magalhães Silva. Daí a parceria com o Ibravag, que, além dos produtores que têm aviões, representa fornecedores de tecnologias e equipamentos, associações de produtores e o restante da cadeia em torno do setor.

“Iniciamos a rodada de encontros com operadores privados na última semana, conversando com produtores do Mato Grosso, Goiás e do Matopiba (região produtora que abrange o Maranhão, Tocantins Piauí e Bahia)”, completa Magalhães. Juntos, os três Estados do Sul têm uma frota de 572 aviões agrícolas, segundo registros da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) – sendo 426 aeronaves no RS, 141 no PR e três em SC. Essa frota é dividida entre 68 operadores privados (42 no RS, 25 no PR e 1 em SC) e 126 empresas aeroagrícolas (72 no RS, 24 no PR 3 em SC).

O projeto Ibravag na Estrada faz parte ainda do projeto Aviação Agrícola 2022, do Sindag e com patrocínio da Syngenta.

RECEITA

A programação dirigida ao público do Ibravag segue a receita do Sindag na Estrada, série de encontros realizados desde 2017 pelo sindicato aeroagrícola e que no último dia 10 chegou à sua 70ª edição. No caso do Sindag, o foco são os empresários, levando informações sobre desafios e oportunidades do setor, promovendo qualificação, aproximando parceiros e entidades reguladoras e avaliando os cenários nacional e de cada Estado.

Conforme o diretor executivo do sindicato aeroagrícola, Gabriel Colle, o objetivo, ao se engajar os operadores privados, “é atender também o Planejamento Estratégico do Sindag, onde desde 2018 nossa Missão está estabelecida como ‘representar, fortalecer e qualificar o setor aeroagrícola brasileiro”. Segundo Colle, o entendimento das duas entidades parceiras é de todos atores desse segmento são também responsáveis por sua imagem perante a sociedade.

 

Comments

wonderful comments!