Regulamentos em todas as esferas e relatórios do Mapa debatidos em palestras via web

Série de encontros virtuais do Sindag e Ibravag tiveram na terça a participação dos consultores Cléria e Agadir Mossmann, interagindo com cerca de 70 empresários e profissionais do setor

 

Regulamentação da aviação agrícola – planejamento e relatório operacional do Mapa foi o tema das palestras via web de terça-feira (28) promovida pelo Sindag e Ibravag. A videoconferência, exclusiva para associados das duas entidades, ficou a cargo da coordenadora Sistema de Documentação da Aviação Agrícola (Sisvag), Cléria Mossmann, e do agrônomo e consultor Agadir Jhonatan Mossmann – ambos também colunistas do site do Sindag.

O encontro teve a participação de cerca de 70 pessoas, entre dirigentes de empresas aeroagrícolas e outros profissionais do setor, além de fiscais do Ministério da Agricultura. Cléria abriu as apresentações, repassando os checklists dos órgãos de fiscalização federal e dos Estados, com atualizações nas exigências para empresas aeroagrícolas e operadores privados. Ela destacou ainda o Sisvag e o projeto Aviação Agrícola 100% legal, do sindicato aeroagrícola.

Confira no final do texto o vídeo completo das apresentações

Já Agadir esmiuçou as obrigações ditadas no Decreto Federal 86.765/81 – que diz, por exemplo, que agricultores proprietários de aviões agrícolas só podem operar em áreas de sua posse, e a Instrução Normativa (IN) 02/2008 do Mapa, que prevê regras desde o pátio de descontaminação até as distâncias regulamentares de áreas ambientalmente sensíveis. Agadir também explicou em detalhes os itens do Relatório Operacional exigido pelo Mapa e as regras do Sistema de Gerenciamento Operacional determinado pela Anac.

As duas palestras tiveram cerca de uma hora de duração, mas a videoconferência acabou tendo quase outra hora de esclarecimento de dúvidas dos operadores. Os participantes puderam ainda interagir com os fiscais do Mapa que acompanhavam o evento. “Essa proximidade ente empresários, consultores e os órgãos reguladores têm feito a diferença para a aviação agrícola, daí a importância dessa teleconferência”, comentou o diretor-executivo do Sindag, Gabriel Colle, no final do evento. “Nós queremos que o setor seja reconhecido como referência em sustentabilidade no País. Temos uma legislação pesadíssima e sem igual no agro, mesmo no comparativo com outros países. Por isso é importante que todos a entendam para cumpri-la integralmente”, concluiu.

Comments

wonderful comments!