25 de maio de 2020

Série Expositores: Processo e-coat oferece estrutura mais duradoura aos proprietários de Air Tractor

(*) Participante do Congresso da Aviação Agrícola do Brasil  e Congresso Web – texto de responsabilidade da empresa

Sempre que se vê um avião amarelo e azul brilhante zunindo sobre uma lavoura, é certo que se trata de um Air Tractor. O icônico esquema de pintura é o mesmo desde que a Air Tractor começou a produzir aviões em 1974 – e muitos tentaram copiá-lo. No entanto, recentemente houve uma melhoria revolucionária na proteção oferecida pela pintura dos componentes das aeronaves. Nos últimos três anos, a Air Tractor vem operando a primeira linha de primer eletrolítico na fabricação em grande escala de peças para aeronaves. Trata-se de um sistema desenvolvido pela PPG Aeroespacial, empresa pioneira em primer aeroespacial eletrocoating (e-coat).

Nessa técnica é usada uma corrente elétrica para fazer a base de pintura aderir às peças de alumínio. Além das muitas vantagens de fabricação e benefícios ambientais, o processo eletrolítico também produz aeronaves com excelente resistência à corrosão. Nas instalações da Air Tractor em Olney, Texas, o sistema está instalado em um prédio com altura de três andares e 613,16 metros quadrados. Ele inclui dois elevadores automáticos com rack para peças, dez tanques de imersão (com 18.927 litros), fornos de cura e um sistema de tratamento de água por osmose reversa.

Os técnicos da Air Tractor revestem ali várias partes da aeronave, incluindo peças de asas, da superfície de controle e painéis, além de subconjuntos. Ao invés de pulverizar o primer em cada peça, ela é mergulhada em um tanque de primer carregado eletricamente. Baseado no princípio de que os opostos se atraem, o e-coat maximiza a adesão da tinta e proporciona acabamento superior das bordas e superfícies, com uma camada precisa e consistente.

Nas instalações da Air Tractor em Olney, Texas, um prédio de 613 metros quadrados e três andares abriga o sistema de primer e-coat

A Air Tractor foi a primeira fabricante de aeronaves próprias nos Estados Unidos a apostar nesse sistema. Mais um exemplo de como trabalhamos continuamente na melhoria de nossos aviões, oferecendo ganho de valor e desempenho aos clientes em todo o mundo.

O processo de e-coat resulta em um produto melhor e mais duradouro aos proprietários de Air Tractor. Ele garante revestimento uniforme em todas as peças, mesmo em orifícios, ranhuras e tubos internos. Dado o ambiente potencialmente corrosivo em que trabalha, uma aeronave que passou por essa técnica provavelmente terá menos painéis para substituir, revestir ou repintar – o que significa uma redução nas despesas de manutenção durante toda a sua vida útil.

Outro benefício é que as peças revestidas com o sistema e-coat podem ser facilmente repintadas em campo, com tintas para aeronaves e sistemas comuns de pulverização. O processo também oferece diversos benefícios de saúde e segurança ambiental para nossos funcionários, já que é à base de água, sem cromo e sem metal. Isso significa baixos teores de compostos orgânicos voláteis (COVs), baixas emissões de solventes e exposição mínima a materiais perigosos para os funcionários.

O processo e-coat é altamente ecológico e já era utilizado há algum tempo em outras indústrias – por exemplo, na automotiva, há pelo menos há 50 anos. Porém era novidade na indústria aeroespacial, até o desenvolvimento do sistema eletrônico PPG Aerocron. A principal diferença está nas temperaturas de cura: relativamente altas no mundo automotivo, ela danificaria as propriedades estruturais e metalúrgicas do alumínio da indústria aeroespacial. Com o PPG Aerocron primer e-coat, a temperatura de cura foi reduzida para um nível em que não afeta as propriedades estruturais do alumínio, tornando a opção viável para a Air Tractor.

O processo de e-coat fornece aos proprietários do Air Tractor um produto melhor e mais duradouro

Comments

wonderful comments!