Imprensa

Sindag participa de videoconferência do Pacto Global sobre o coronavírus

/ /

Encontro de quarta-feira discutiu panorama da pandemia sobre os 10 princípios da rede no Brasil 

 

O lançamento do resultado do estudo COVID-19 – Como as Empresas Estão Enfrentando a Pandemia foi a pauta da reunião da Rede Brasil do pacto Global da ONU, na última quarta-feira (22). O Sindag foi representado na discussão (que foi por videoconferência) pela sua representante junto ao pacto, Marília Güenter. Segundo a pesquisa, de uma forma geral as empresas brasileiras reconhecem sua responsabilidade pela solução dos desafios que chegam com a pandemia e estão satisfeitas com suas ações. Por outro lado, ainda segundo o estudo, menos da metade delas está conduzindo projetos educativos e sociais.

Conforme Marília, nesse ponto o sindicato aeroagrícola está entre as entidades que saíram na frente. “Na parte institucional, o Sindag tem diversas iniciativas funcionando desde o primeiro momento da crise em apoio às empresas do setor. A exemplo do assessoramento jurídico aos impactos jurídicos da pandemia e o Projeto Mentorias. No aspecto social, há diversas iniciativas das empresas, como doações de cestas básicas para famílias carentes e de álcool 70% para hospitais e outras instituições, para citar algumas”.

A reunião de quarta teve apresentações sobre as perspectivas da pandemia da economia e sobre o papel das lideranças na recuperação econômica do País. As palestras ficaram a cargo do sócio da consultoria Boston Consulting Group (BCG), Julien Imbert, e o membro do comitê executivo do Fórum Econômico Mundial Silvio Dulinsky.

PLATAFORMA

O encontro via web também ocorreu dois dias do lançamento, pelo Pacto, do coletivo Covid Radar. Iniciativa que, por sua vez, tem como foco ajudar na geração e análise de dados sobre os impactos da pandemia do novo coronavírus. Além de conectar doadores com instituições que precisam de doação e mapear a expansão do problema. A plataforma conta com apoio de empresas, organizações da sociedade e universidades.

O Sindag é signatário do pacto Global da ONU desde 2016. Com isso, o sindicato aeroagrícola está entre as entidades do mundo todo comprometidas com a realização de uma série de atividades para promover 10 princípios estabelecidos pelas ONU nas áreas de direitos humanos, relações de trabalho, meio ambiente e combate à corrupção. A reunião da última semana teve a análise do panorama do coronavírus sob a perspectiva de cada um desses princípios (veja abaixo).

Análise levou em conta as consequências da Covid-19 em cada um dos princípios do Pacto
[fbcomments]