Cláudio Correia

Como seguir com segurança?

Existem atividades que para serem executadas, uma série de cuidados devem ser tomados. Essa frase, certamente parecerá muito simplista para os senhores, mas, na verdade, para a atividade em que os senhores atuam e o fazem com primazia, apenas cuidados, não são suficientes.

Para que possam trabalhar, a quantidade de certificações, autorizações e exigências beiram o absurdo. Mas regras são regras e quem está no jogo tem que aceitá-las.

Tenho acompanhado o trabalho das empresas de aviação agrícola e confesso que me assustei bastante com a quantidade de regras e tal.

Assustei-me também com a falta de conhecimento da população em relação a essa atividade. Eles não fazem ideia do quanto essa atividade é regulamentada e segura. Isso inclusive foi tema de minha palestra durante o Congresso do Sindag no ano passado. De lá para cá, infelizmente, a população tem sido bombardeada por informações equivocadas (pela falta de compromisso em ouvir os dois lados de boa parte da imprensa) e também, pela má fé de pessoas que, de forma baixa e rasteira, tentam denegrir de maneira grotesca o trabalho da aviação agrícola.

Todos os dias aparecem novidades sobre isso na mídia, nas redes sociais e principalmente nas rodas de conversas pelas esquinas desse imenso Brasil…

Se ficarmos aqui tentando descobrir o motivo desse crescente e irresponsável “tiroteio” de mentiras não teríamos tempo para outra coisa. Pelas redes sociais esses indivíduos já não se escondem e mostram o quanto podem ser perigosos. Ameaçam de todas as formas e sem nenhuma preocupação de colocar em risco a vida de pessoas que estão trabalhando em uma atividade comprovadamente segura, eficiente, ambientalmente correta e imprescindível para o nosso agronegócio. É justamente aí que pergunto aos senhores: Como seguir com segurança?

Pseudos ambientalistas e apicultores que trabalham à margem da legalidade insistem na retórica de que as atividades não podem coexistir, mas isso na atual conjuntura fica para outro artigo…

Como as autoridades permitem tantas ameaças? Como pode o Ministério Público permitir que seus membros tenham uma ideologia? Como é que a sociedade seguirá segura de que poderá constituir empresas que mesmo atendendo á todas as formalidades exigidas pelos órgãos pertinentes, não serão prejudicadas por uma pequena parcela que conta com tantos holofotes? Acredito que a justiça deve analisar os fatos de forma técnica, de acordo com os fatos e levar em consideração estudos e pesquisas das mais renomadas instituições, reconhecidamente sérias e respeitadas tanto no Brasil quanto no mundo.

Gostaria de garantir duas coisas aos senhores. A primeira delas é que seguirei defendendo a atividade que os senhores representam. Faço isso por saber que trabalham dentro das normas e regras que regem a atividade e as respeitam. A segunda é que buscarei junto aos meus colegas de profissão, mostrar o quanto a informação correta é essencial e fundamental para que nossos seguidores, ouvintes e leitores sintam-se seguros e entendam que os senhores proporcionam como benefício à sociedade a manutenção de nossa segurança alimentar.

É assim que devemos seguir, acreditando na segurança, eficiência e regulamentação dessa atividade tão importante!